A pergunta é do mais banal que se pode fazer, mas as respostas podem surpreender. Apesar das horas seguidas de brincadeiras, cumplicidade e camaradagem, será que conheces mesmo o teu companheiro de quatro patas? Cada vez mais investigadores dedicam o seu tempo a estudar o comportamento dos cães, usando ressonâncias magnéticas ao cérebro e testes de laboratório. Põe também à prova os teus conhecimentos neste quizz que o Bicho que Morde preparou para ti.

O que deixa o teu cão mais feliz?

1 – Comida.
2 – O teu cheiro.
3 – Correr ao ar livre atrás da bola.
Carrega aqui para descobrir a resposta.
As respostas 1 e 2 são as corretas.
Carrega aqui para saber a explicação.
O estudo conduzido, em 2014, na Universidade de Emory, nos Estados Unidos, concluiu que o cheiro dos donos ativa o centro de recompensa nos cérebros dos cães. Tal não acontece nem sequer com o cheiro de outros da sua própria espécie. A única coisa capaz de competir com o dono é um belo prato de comida.

Qual destas três opções é a melhor para combater o stress antes dos exames da escola?

1 – Prestar atenção nas aulas, estudar todos os dias um bocadinho e não apenas na véspera.
2 – Boas noites de sono e alimentação saudável.
3 – Uma hora de brincadeira por semana com o teu cão ou o cão de mais alguém.
Carrega aqui para saber a resposta.
Respostas 1 e 2, obviamente, e ainda a 3.
Carrega aqui para saber a explicação.
Patricia Pendry, da Universidade Estadual de Washington, sujeitou 300 estudantes universitários a sessões semanais de uma hora com cães. Após a experiência, feita no verão do ano passado, a investigadora concluiu que os alunos baixaram drasticamente os níveis de ansiedade. Ao se sentirem relaxados, eles relataram também que melhoraram a concentração, a aprendizagem e a memória.

Uma abóbora, um livro ou um cão de peluche, qual destes três objetos desperta os ciúmes do teu cão?

Carrega aqui para saber a resposta.
Cão de peluche.
Carrega aqui para saber a explicação.
Os testes feitos na Universidade da Califórnia mostraram que o cão não quis saber se o dono se entretinha com um livro ou com uma abóbora. O problema surgiu quando brincou com um cão de peluche que latia e abanava a cauda. Os resultados do estudo revelaram que os animais expressaram uma forte angústia quando o rival ameaçou roubar o afeto do seu dono.

A adolescência é uma fase mais «complicada» para:

1 – Humanos.
2 – Cães.
Carrega aqui para saber a resposta.
Ambos.
Carrega aqui para saber a explicação.
Os cães, tal como os humanos, atravessam grandes mudanças emocionais na puberdade segundo o estudo da Universidade de Newcastle, na Inglaterra. Os resultados dos testes com 82 cães de cinco meses e de 80 cães com oito meses revelaram que a obediência nos mais velhos é inconstante e tem fases altas e baixas.

Qual destes sons desperta mais atenção dos cães.

1 – Latidos de outros cães.
2 – Buzinas dos carros.
3 – Voz do dono.
Carrega aqui para saber a resposta.
Latidos de cães.
Carrega aqui para saber a explicação.
Os investigadores da Universidade Eötvös Loránd, na Hungria, expuseram os cães a mais de 200 sons diferentes, desde o ruído do trânsito, de motores, de outras máquinas, de objetos a cair, barulhos da natureza ou de sons sem palavras emitidos pelos humanos.

Latidos de outros cães foram os sons que mais reações provocaram nestes animais, mas a voz do dono também deixou os cérebros caninos muito ativos. Não foi, contudo, só a voz que contou, mas também a entoação já que, ao escutar os sons positivos, a atividade cerebral deles ficou mais intensa do que ao ouvir sons negativos. 

Qual destas habilidades é o cão capaz de fazer?

1 – Processar números.
2 – Detetar mentiras.
3 – Ler letreiros quando viajam de carro.
Carrega aqui para saber a resposta.
2 – Processar números.
Carrega aqui para saber a explicação.
O estudo da Universidade Emory, nos EUA, sugere que, embora os cães não tenham a capacidade de contar números exatamente como os humanos, eles percebem quando os donos colocam menos ração nas tigelas ou os recompensam com mais comida. Significa isto que eles podem entender quantidades, usando a mesma parte do cérebro que os humanos para fazer cálculos simples.

Qual destas três máximas é o principal lema do cão?

1 – Cheirar primeiro e perguntar depois.
2 – Amigos dos meus amigos, meus amigos são.
3 – Diz-me com quem andas e dir-te-ei que és.
Carrega aqui para saber a resposta.
As respostas 1 e 2 estão corretas.
Carrega aqui para saber uma das explicações.
1 – O olfato é, dos 5 sentidos, o mais desenvolvido e o mais importante para o cão entender o mundo. Com cada narina a funcionar de forma independente, eles percebem, por exemplo, se o cheiro vem do lado esquerdo ou direito. É mais ou menos como o nosso ouvido, só que muito melhor, já que, a cada snifada, detetam mais elementos.
Carrega aqui para conhecer a outra explicação.
2 – A máxima «Amigos dos meus amigos, meus amigos são» também foi válida para os 56 cães que participaram no estudo conduzido pela Universidade de Kyoto, no Japão. Os donos pediram ajuda a quatro pessoas para abrir um frasco, mas uma delas virou-lhes as costas. Logo a seguir, as quatro pessoas envolvidas no teste ofereceram comida ao animal. Os cães aceitaram a oferta de todos, exceto do que se recusara a ajudar o dono. Quiseram, portanto, distância desse imprestável, mas trataram de igual modo os restantes.

Qual destas duplas de animais é capaz de olhar os humanos olhos nos olhos?

1 – Golfinhos e focas.
2 – Cães e primatas
3 – Gatos e leões.

Carrega aqui para saber a resposta.
Cães e primatas

Carrega aqui para saber a explicação.
Estudos desenvolvidos na última década mostraram que, além dos primatas, os cães são os únicos animais que procuram contato visual direto com humanos, apesar de não terem esse comportamento com os seus progenitores.

O olhar que os donos trocam com os seus cães liberta a oxitocina da mesma maneira que entre pais e filhos bebés. A oxitocina (popularmente conhecida como hormona do amor), contribui para criar vínculos afetivos e relações de confiança entre os humanos.

Segundo os investigadores da Universidade Azabu, no Japão, tal como acontece entre pais e filhos, esse mecanismo também ocorre entre humanos e cães através do contato visual frequente e inconsciente entre ambos, aumentando gradualmente os níveis de oxitocina de um e de outro.

Há alguma evidência científica de que cães amam os humanos?

1 – Sim!!!
2 – Não.
Carrega aqui para saber a resposta.
1 – Sim!!!
Carrega aqui para saber a explicação.
Até há pouco tempo, os investigadores que defendiam a primeira hipótese eram acusados de colocar a pieguice acima do rigor científico. Mas, nos últimos anos, os estudos apontam que humanos e cães têm vindo a adaptar-se geneticamente um ao outro.

Evidências de que eles gostam de nós (e nós gostamos deles) não faltam. Basta relembrar alguns dos estudos aqui referidos. Os cérebros deles ficam eufóricos quando sentem o cheiro do dono, conseguem interpretar as emoções nos rostos e nas vozes dos humanos ou enfeitiçar-nos com a oxitocina – a molécula que trocam no olhar com os donos e que ajuda também a aprofundar a ligação entre os humanos.

Se tudo isso não for suficiente, lembremos então as inúmeras histórias reais em que os cães são os protagonistas de salvamentos, de companheirismo, dedicação e lealdade. Com tantas provas dadas, é escusado negar as evidências. Ou será que precisam de ouvir dele: «A-MO-TE!»?

Em breve, dedicaremos um artigo especial aos gatos, mas, enquanto esperas, não queres saber porque os porcos são tão porcos?

Créditos das imagens: Infografias trabalhadas a partir de fotos do banco de imagens Pixabay