Qual é coisa, qual é ela?

Perguntas que são enigmas, que fazem pensar e são divertidas. Tanto faz jogar sozinho como em equipa. Há sempre respostas, umas evidentes, outras nem tanto. São puzzles, são armadilhas, às vezes são quadras, outras trava-línguas, mas põem sempre a imaginação a trabalhar. Ninguém sabe quem as inventou. Fazem parte da tradição oral. Quer dizer que chegaram intactas até aos dias de hoje porque os mais velhos contaram aos mais novos e os mais novos não as deixaram morrer.

 

 

Aqui ficam algumas adivinhas para despertar o bichinho.  Passa com o cursor do rato nos quadrados coloridos para leres as perguntas e carrega no botão de cada um deles para descobrires as respostas. Para passar ao jogo seguinte, basta carregares na seta [>] que aparece na lateral do painel. 

 

Artigos Recentes

Porquê uma Convenção dos Direitos da Criança?

Descobre as invenções que, a partir do nada, levaram luz, água limpa ou abrigo aos lugares mais pobres do planeta.

Porque há coisas nojentas a saírem do corpo?

Quem não tem estômago para maus cheiros e secreções pestilentas, fica desde já avisado: este texto é uma nojeira do princípio ao fim.

Quanto pesa uma nuvem?

Parecem tão frágeis, que se desfazem ao mínimo sopro, mas, carregadinhas de água, as nuvens chegam a pesar centenas de toneladas.

A história de Ian é também a de todas as crianças

Nenhum aluno brincava com Ian, mas ele não desistiu até mostrar que, apesar da paralisia cerebral, não era diferente de todas as crianças.

Winnie, o filósofo que faz tudo por uma colher de mel

Pouca gente sabe que, antes de ser uma personagem da literatura infantil, Winnie era um ursinho de verdade.

Porque é que as zebras têm riscas?

Há pelo menos 18 teorias para explicar as riscas das zebras. Nenhuma reúne o consenso da comunidade científica.

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here