Não são gotas de água que se poupam. São 30 litros no fim do dia com uma única torneira que deixa de pingar. Ao tomar um duche de 15 minutos, são 180 litros que vão pelo ralo. E, de cada vez que se puxa o autoclismo, são mais 15 litros que descem  pela sanita. Uma gota desperdiçada a lavar a loiça, as mãos ou os dentes não é insignificante. Uma gota que se economiza no quintal, na casa de banho ou na cozinha faz a diferença. No final do ano, todos esses gestos do dia-a-dia enchem 60 mil garrafões de 5 litros. É o suficiente para fazer do futuro um lugar fresco e soalheiro.

É que nem há grande escolha: poupar todas as gotas de água é urgente. E Portugal, que usa mais de 40% dos recursos hídricos disponíveis, está entre os países europeus mais aflitos. Ainda assim, é dos que mais consome. Cada português gasta em casa cerca de 192 litros por dia. Na Europa – com apenas 8% da água doce do planeta –  o consumo por habitante é de 144 litros.

Em ambos os casos, é demasiado para as nossas necessidades e bem distante dos 80 litros/dia que a Agência Europeia para o Ambiente estabeleceu como suficiente para uma qualidade de vida e níveis sanitários equilibrados em comunidade. Com o crescimento populacional, no entanto, a tendência é para aumentar todos os anos.

Está na hora de mudar os hábitos, ou melhor, já passou da hora e vamos ter de acelerar. Os últimos 30 anos têm sido particularmente secos e o que se prevê para as décadas seguintes é mais preocupante ainda. Até ao fim do século, Lisboa poderá ter menos 35 dias de chuva e as regiões do Alentejo e Algarve podem vir a ter menos 80% de precipitação.

A boa notícia é que poupar não é um bicho-de-sete cabeças. São gestos simples, muitos deles pequeninos mas, multiplicados por todos, são gigantes. Este é o manual de poupança do Bichinho das Contas. Se ele for aplicado todos os dias, a tua família entrará nesta corrente que irá salvar a espécie humana. É isso que está em causa.

Cozinha

Lavar a loiça na máquina

A poupança = 97 litros por lavagem

Lavar a loiça com a torneira aberta durante 15 minutos gasta 117 litros. A máquina de lavar loiça cheia consome 20 litros.

Não fazer pré-lavagem

Poupança = 38 litros por lavagem

É a quantidade de água que se poupa quando não se passa a loiça por água antes de colocá-la na máquina. Naqueles casos em que as panelas, travessas ou as tijelas estão mesmo sujas, remover os restos de comida e passar um pano húmido pode ser uma boa opção.

Máquina de roupa na carga máxima

Poupança = 10 litros por lavagem

Fazer a lavagem da roupa só quando a máquina está cheia resulta numa poupança de mais de 10 litros. Uma máquina utiliza, no mínimo, 34 litros de água por carga, mas os consumos podem ir dos 60 aos 90 litros, dependendo da sua eficiência.

6 bons hábitos na cozinha
  1. Se a loiça for lavada à mão, encher o lava-loiças apenas com a água necessária. Não deixar a água a correr continuamente.
  2. Lavar as frutas e os legumes em alguidares e não em água a correr. Usar essa água na rega das plantas.
  3. Reduzir a água da cozedura dos alimentos e colocar uma tampa na panela. Além da poupança, o gesto permite conservar muitos dos nutrientes e vitaminas dos alimentos.
  4. Descongelar a comida ao natural ou no micro-ondas em vez de usar água corrente.
  5. Usar o mesmo copo para beber água durante o dia, evitando várias lavagens.
  6. No verão, ter uma garrafa de água sempre fresca no frigorífico evita abrir a torneira e esperar que a água fique fria de cada vez que tem sede.

Casa de Banho

Duche

Poupança = 120 litros por banho

Um duche de 15 minutos, com o chuveiro a correr, consome cerca de 180 litros. Se fechar a torneira enquanto se ensaboa e reduzir o tempo para 5 minutos, irá diminuir o consumo para 60 litros. Por cada 2 minutos debaixo chuveiro são cerca 40 litros que escorrem pelo ralo. Um chuveiro com sistema redutor de caudal pode economizar 80%.

3 bons hábitos no banho
  1. Fechar a torneira ao ensaboar o corpo e ao lavar o cabelo.
  2. Programar um temporizador para sair do banho.
  3. Usar um balde para aproveitar a água que sai do chuveiro enquanto não aquece, podendo depois usá-la na rega ou nas descargas do autoclismo.

Lavar os dentes

Poupança = 13,5 litros por lavagem

Lavar os dentes com a torneira semiaberta pode gastar à volta de 14 litros. Se usar um copo, pode diminuir para apenas menos de meio litro.

Fazer a Barba

Poupança = 40 litros/dia

Se colocar uma tampa no lavatório gasta dois litros em vez dos 40 litros de água desperdiçados quando abre e fecha a torneira constantemente.

Lavar as mãos

Poupança = 5-6 litros por lavagem

Ensaboar as mãos demora, no mínimo, 20 segundos. Se a torneira estiver aberta enquanto usa o sabão, são entre 5 e 6 litros desperdiçados.

Reparar fugas de água

Poupança = 30 litros/dia

Uma torneira a pingar de 5 em 5 segundos gasta 30 litros de água por dia e 10 mil litros ao ano.

Autoclismo

Poupança = 7,5 litros/descarga

Cada descarga gasta entre 10 e 15 litros, dependendo da eficiência do autoclismo. Se colocar uma garrafa de 1,5 litros cheia de areia dentro do depósito da água, pode diminuir para 8,5 litros por descarga. Um autoclismo com fugas de água pode chegar a gastar cerca de 379 litros de água por dia.

Garagem

Lavar o carro com balde e esponja

Poupança = 450 litros por lavagem

De cada vez que usa a mangueira para lavar o carro, gasta cerca de 500 litros. O balde e a esponja reduzem essa quantidade para 50 litros.

Piscina

Cobrir a piscina com impermeável

Poupança = 3800 litros/mês

Ao cobrir a piscina quando não está a ser utilizada, pode evitar a evaporação até 3800 litros por mês.

Horta e jardim

9 bons hábitos a jardinar

  1. Jardins e hortas devem ter as plantas e legumes organizados segundo as necessidades de água. Alecrim, alfazema ou oliveira são exemplos de culturas que necessitam menos água. Folhas pequenas, espessas e rijas resistem melhor ao calor e à falta de água. Folhas com espinhos e com pelos estão também melhor preparadas para as altas temperaturas.
  2. Vegetação rasteira, como o trevo vermelho ou a verbena, ajuda a proteger o solo contra a perda de água por evaporação.
  3. Conhecer as necessidades hídricas do solo (os argilosos precisam de menos água do que os arenosos).
  4. Optar por sistema de rega gota a gota, sobretudo nos meses mais quentes para evitar perdas de água.
  5. Colocar as plantas que exigem mais água em zonas de sombra para reduzir a perda de gotas de água por evaporação.
  6. Usar cercas ou outros paraventos para evitar que o vento impeça as gotículas de penetrar no solo.
  7. Cobrir o solo com agulhas de pinheiro, serragem, cascas de árvore ou restos de poda para reter a água e aumentar a humidade do solo.
  8. Regar de manhã cedo ou ao final da tarde. Não regar à noite e nem quando há vento.
  9. Armazenar a água da chuva em tanques ou bidons para usar na rega.

Família exemplar

Poupança = 300 mil litros/ano

Um casal com um filho/a, ao fazer de tudo para não desperdiçar uma gota em casa, poupa cerca de 300 mil litros de água por ano, o que equivale a 60 mil garrafões de 5 litros. É o suficiente para encher quase 7 piscinas de 4 metros de largura, 7 de comprimento e 1, 5 metros de altura.

Políticas e consumos sustentáveis

Poupança = 64 litros/dia

Uma combinação de medidas — políticas de preço para a poupança de água, redução de fugas, instalação de dispositivos de poupança de água e eletrodomésticos mais eficientes — poupariam até 50 % da água que se gasta em casa. O consumo, segundo a Agência Europeia do Ambiente, poderia ser reduzido de 144 litros para 80 litros/dia por pessoa em toda a Europa.

Este artigo só fica completo com a leitura de: Quanta água doce há na Terra?

Fontes consultadas: Agência Europeia do Ambiente (1) e (2) | GreenMe | Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos | Be The Story | Casa do BarlaventoAmerican Rivers | National Geographic | Mougadouro.pt | Expresso | fecheatorneira.pt |