Desde os tempos narrados na Bíblia, que comer e chafurdar na lama é tudo o que os porcos precisam para serem felizes. Devoram qualquer coisa sem cerimónias nem preferências: bolotas, fruta madura, restos de comida, cascas de legumes e até ovos podres. Daí que nem valha a pena perder muito tempo a preparar-lhes deliciosas refeições. Esta é uma das razões por que se diz que não se deve dar pérolas a porcos.

Para o porco tanto faz serem pérolas ou casca das árvores, mas a expressão, retirada de um dos sermões de Cristo, no Novo Testamento, é usada para descrever a desilusão que se sente ao ver que alguém não apreciou uma prenda ou um gesto que se fez por ela e que tanto empenho exigiu. A Bíblia tem muitas outras passagens que deram origem a expressões populares. Descobre aqui alguns exemplos.

Pérolas aos porcos

Bíblia

Significado Dar um presente valioso ou fazer algo por alguém incapaz de apreciar o gesto ou a oferta.

Origem  Expressão atribuída a Cristo no Sermão da Montanha, que surge na Bíblia – no Evangelho segundo São Mateus, no Novo Testamento: «Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis pérolas a porcos, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.»

Vacas gordas ou magras

Bíblia

Significado Período de prosperidade ou de crise.

Origem José era o filhinho do papá, era o que mais atenção recebia de Jacó, e os manos, loucos de inveja, decidiram livrar-se dele. Venderam-no como escravo aos mercadores ismaelitas e a vida do rapaz deu uma grande reviravolta. Foi parar a casa de um oficial da guarda do rei do Egito e, pouco tempo depois, preso, após ser injustamente acusado de namoriscar com a mulher do seu dono.

Na prisão, José retomou um velho hábito de interpretar os sonhos dos outros prisioneiros. A fama chegou aos ouvidos do Faraó, que foi ter com ele para lhe explicar o significado de um sonho muito estranho que teve: sete vacas gordas saíram do rio Nilo e foram seguidas por outras 7 vacas magras que as devoraram e, ainda assim, continuaram magras. «É um prenúncio de que os próximos sete anos serão de abundância no Egito, mas os sete anos depois desses vão ser de seca e fome», avisou José.

Faraó ficou tão impressionado com o que acabara de ouvir que o nomeou homem da sua confiança, deixando que ele cuidasse das provisões e mantimentos armazenados durante os anos de fartura que se seguiram. Tudo o que aconteceu depois foi tal como José previu. Durante o período de seca, a fome alastrou-se por todo o lado, menos nas terras do Faraó. José mandou abrir os celeiros para vender alimentos aos que o procuravam.

Bode expiatório

Bíblia

Significado Levar com as culpas dos outros sem nada ter feito. Ser o único culpado de um infortúnio.

Origem No Dia do Perdão, ou Dia da Expiação, uma das datas mais importantes do Judaísmo, toda a gente suspirava de alívio, menos o desgraçado do bode. Escolhido ao acaso, o animal era separado do rebanho e abandonado no deserto, levando para longe todos os pecados e maldições da população. A tradição judaica deu a origem à expressão bode expiatório.

Paciência de Jó

Bíblia

Significado Ter muita, mas muita paciência, saber esperar sem se afligir nem ficar stressado.

Origem Jó vivia na terra de Uz e era o homem mais rico de todo o Oriente, com milhares de cabeças de gado e largas dezenas de criados. De tão honesto e crente, acabou por irritar o diabo, que fez uma aposta com Deus. Se este ricaço caísse em desgraça, acabaria por amaldiçoar o céu e a terra, como a maioria dos mortais.

Deus não acreditou e aceitou o desafio. E, pronto, o coitado viveu os anos seguintes perseguido por todo o tipo de infortúnios para provar que um ou outro tinham razão. Perdeu a fortuna, as filhas e ficou doente. A mulher e os amigos incitavam-no a amaldiçoar Deus, mas ele nunca lhes deu ouvidos. No fim, foi recompensado com o dobro de tudo o que perdera. E, desta parábola da Bíblia, nasceu a expressão «paciência de Jó».

Clica numa das imagens para leres o significado de outras expressões populares:

As preferidas do Bicho-Que-Morde

Saídas da Grécia Antiga

Histórias da Realeza

Os castigos da Inquisição