ENCICLOPÉDIA DOS PORQUÊS

Inicio ENCICLOPÉDIA DOS PORQUÊS

Porque não vemos o que está à frente do nariz?

No dia-a-dia, as pequenas coisas passam ao lado. Repetimos os mesmos gestos, as mesmas palavras e os mesmos caminhos.

Porque dão os esquimós beijinhos com o nariz?

A saudação com o nariz é só um entre os muitos costumes que permitiram a este povo sobreviver nas terras mais frias do planeta.

Porque é a natureza (quase) toda simétrica?

A simetria é a regra que rege o Universo, mas o que foge à regra é o que provoca a mudança. Lembremo-nos disso quando nos deparamos com a diferença.

Porque são os burros tão casmurros?

Somos apressados a criticar o burro, sem parar para pensar que ele pode ter os seus motivos para se recusar a fazer tudo o que o dono quer.

Porque é tão gordo o lutador de sumo?

A resposta até é simples. Mais misteriosa é esta prática milenar que revela muito sobre a cultura do Japão.

Porquê uma Convenção dos Direitos da Criança?

Descobre as invenções que, a partir do nada, levaram luz, água limpa ou abrigo aos lugares mais pobres do planeta.

Porque há coisas nojentas a saírem do corpo?

Quem não tem estômago para maus cheiros e secreções pestilentas, fica desde já avisado: este texto é uma nojeira do princípio ao fim.

Porque tem o corpo humano partes inúteis?

Há órgãos que não servem para nada, mas já foram importantes para ajudar os nossos antepassados a enfrentar perigos da natureza.

Porque gostam os abutres de cadáveres?

Não tendo garras fortes e afiadas para caçar, os abutres tornaram-se peritos em encontrar animais mortos.

Porque são os pigmeus baixinhos?

Os pigmeus são dos povos mais antigos da Terra, mas permanecem um mistério para os cientistas.

Porque há engarrafamentos sem causa nenhuma?

Se não há acidente nem obras por perto, porque estão os carros parados? A cena é tão frequente que até tem nome : engarrafamentos-fantasmas.

Porque cheiram tão bem os livros?

É difícil saber pois os cheiros variam de livro para livro. Sabemos que é um perfume doce, com um toque a baunilha, terra ou outros aromas.

A não perder

10 animais lendários que nunca esqueceremos

Estes são os animais lendários – alguns ainda vivos - que tocaram fundo o coração dos humanos.

A árvore da minha terra

Quem tem uma árvore centenária tem tudo. Estas são algumas (só algumas!) que enchem de orgulho as terras portuguesas.

Até onde nos leva a imaginação?

Quem for capaz de colocar um limite na imaginaçao é quem não sabe ainda que esse limite está sempre a desparecer.

Porque é (quase) tudo uma questão de perspetiva?

O nosso um ponto de vista é mais um ponto de vista no meio de milhões de pontos vista. É o mundo em que vivemos.

Quantas espécies são descobertas a cada ano?

Todos os dias, cientistas escalam montes, descem grutas ou percorrem florestas para dar a conhecer espécies que connosco partilham a Terra.