BICHINHO DAS CONTAS

Inicio BICHINHO DAS CONTAS

Quantas profissões existem?

O mundo do trabalho é um labirinto parecido com um formigueiro cheio de galerias subterrâneas.

Quanto pesam as palavras?

Vejam se são capazes de resolver os exercícios que Bichinho das Contas inventou para calcular o peso das palavras.

Quanto pesa uma nuvem?

Parecem tão frágeis, que se desfazem ao mínimo sopro, mas, carregadinhas de água, as nuvens chegam a pesar centenas de toneladas.

Quantas cores veem os animais?

A visão adaptou-se de variadas maneiras para assegurar a sobrevivência.

Quantas cores tem o mundo?

Como muita coisa na vida, esta pergunta não tem uma resposta preto no branco. O mundo não é o que os nossos olhos veem.

Quantas caretas faz o rosto humano?

As palavras nem sempre correspondem ao que estamos a sentir, mas as expressões, essas, nunca mentem.

Quantas memórias cabem no cérebro?

O cérebro tem espaço suficiente para armazenar o equivalente a 4,7 mil milhões de livros ou 670 milhões websites. Dá para acreditar?

Quanto pesa o pó das nossas casas?

As contas dependem do tamanho dos casas, mas nunca é coisa pouca. O pó, esse intruso silencioso, volta sempre ao local do crime.

A não perder

Quantas gotas de água podemos poupar num dia?

No fim do ano, todas as gotas de água enchem 60 mil garrafões de 5 litros. É suficiente para o futuro ser um lugar fresco e soalheiro.

Dona Teresa. O 1º rei de Portugal foi, afinal, uma rainha

Dona Teresa lutou contra os mouros, a irmã, a Igreja e o filho, abrindo caminho à independência do Condado Portucalense.

Quantos pensamentos tens tu por dia?

o número é impressionante. Mas mais alucinante e a viagem dos nossos pensamentos pelos circuitos do cérebro até se tomamos uma decisão.

Os nomes esquecidos também merecem ser lembrados

Anacleto, Bonifácia ou Etelvina: quem ouve esses nomes uma vez, não se esquece mais deles. Só por isso, não irão desaparecer.

As estranhas criaturas de Rosa Ramalho

Sem brinquedos nem escola, Rosa Ramalho moldou a terra dos campos e de lá tirou figuras pencudas, de bocas tortas e focinhos de porco. Estranhas criaturas estas que, muitos anos mais tarde, ganharam fama internacional.