destaques

Iniciodestaques

Mécia, a rainha que é uma carta fora do baralho

Mécia Lopes de Haro é a carta fora do baralho e, ainda hoje, há quem considere que não foi rainha de Portugal.

Quantos aventuras cabem em um minuto?

Se pensarmos nas tantas coisas a acontecer em um minuto, chegamos à conclusão de que o melhor é aproveitar cada instante do princípio ao fim.

Mulheres brilhantes que ficaram na sombra

Por ser malvisto ou só por estarem casadas com famosos, muitas mulheres deixaram para trás carreiras artísticas, literárias ou científicas.

Gentílicos. De quantas terras são os portugueses?

Entra neste jogo e descobre como os gentílicos portugueses são uma grande salgalhada de árabes, romanos, gregos ou povos bárbaros.

Por que é o pequeno-almoço importante para todo o mundo?

O pequeno-almoço é uma festa de sabores muito variado de país para país. Delicia-te com os 12 menus que o Bicho Que Morde preparou para ti.

Quanta vida palpita à sombra de um sobreiro?

Quem olha para o sobreiro na planície alentejana, nem desconfia quantas vidas palpitam na sua sombra - mamíferos, répteis ou muita passarada.

As histórias que viajam nas expressões populares

Descobre as histórias das expressões populares que tiveram origem na mitologia grega, na Bíblia, nos tempos das monarquias ou da Inquisição.

Porquê fazer perguntas?

Perguntas são como uma chave a abrir a porta, mostrando caminhos que não conheciamo. É içar a vela do barco e partir à descoberta no mar-alto

Uma infância feliz dura a vida toda

O que há em comum entre uma história para dormir, um banho de mar, uma bússola misteriosa ou um disco de Bach? São tudo...

Quantas cores têm as frutas e os legumes?

Tudo se resume a seis cores, mas o valor nutricional por detrás de cada uma é brutal. Não será por acaso que os nutricionistas...

Quizz show. 10 perguntas para celebrar Bordalo

Bordalo morreu há 116 anos, mas continuamos ainda hoje a rir das piadas dele. Está visto que não morreu nem nunca morrerá.

Quanto barulho há no silêncio?

No mais profundo silêncio, repousam os barulhinhos, que só estão adormecidos por não lhes prestamos a devida atenção.

A não perder